Código de Ética - MaraBilhas de Vizela - Post do Ano 2006 - Post do Ano 2007 - Post do Ano 2008 - Post do Ano 2009 - Expectaculares Super-Produções deste blog

sexta-feira, setembro 22, 2006

Raisparta a minha avó. Tem 90 anos, o cabelo ainda preto, ainda tem todas as capacidades que fazem com que seja uma pessoa independente, tem uma força danada (há 3 ou 4 anos ganhou-me 3 vezes seguidas ao braço de ferro - e eu estava a jogar a sério! - e ganhou-me 2 vezes á bisca do 3) e ainda me faz o almoço se for preciso.
É boa pessoa mas gosta de exibir-se pela idade que tem e insiste em perguntar que idade lhe dão.
Mas daquela vez lixei-a bem.
Mesmo sabendo que eu sei a idade dela perguntou:
- Ó Vitor - chamou ela - que idade me dás?
- Nenhuma! Você já tem muita!

9 comentários:

jmfaria disse...

A idade não interessa, o que é importante é ter espírito jovem.

Anónimo disse...

querias dizer independente, não?

Nevrótica Aluada disse...

Que castiça! :)))

Aos 95 ou 100 anos de idade faz uma grande festa de aniversário e convida o pessoal... Eu não chego lá, no way!

female disse...

A cultura oriental "cultiva" o passar dos anos, promovendo o respeito por quem tem mais experiência de vida. São mais velhos, mais sábios. Se por vezes a condição física/mental não é das melhores também não importa. Merecem o nosso respeito e cuidado.

A cultura ocidental "cultiva" a jovialidade, o corpo belo, firme e as caras sem rugas. A todo o custo.

O mais certo é chegarmos todos a velhos e nessa altura eu preferia viver no Japão do que aqui ou em qualquer outro país da Europa, em que sou vista como um estorvo.

Os netos gozam com quem perde faculdades e muitos filhos gostariam de levar os pais "ao cimo do monte, com o cobertor". Conhecem esta história? Já a recebi várias vezes por mail

.:mÁrCiO:. disse...

Viva a avozinha!!!

1/2Kg de Broa disse...

Tens razão anónimo, é independente mesmo, obrigado pelo reparo.

Nevrótica, se aos 80 ainda conseguires pegar numa sachola e andares a cavar terra no quintal chegas aos 90 como a minha avó.

female, a minha avó faz-me falta, quanto mais não seja para me contar o que se passou na Praça da Alegria onde estavam "duas velhotas" (palavras da minha avó) com os netos todos a comer Bolinhol de Vizela com o Hélder.

Alien David Sousa disse...

VIVA A AVÓ!!!!!

Puxa-saco disse...

É a tua avó Marques ou a outra?

1/2Kg de Broa disse...

É a outra, mas de qualquer modo a minha outra avó não é MArques